‘Estou tranquilo’, diz Barbalho após operação da PF

“Agi a tempo de evitar danos ao erário público, já que os recursos foram devolvidos aos cofres do estado”, diz Barbalho. O governador Helder Barbalho (MDB), do Pará, é um dos alvos da operação deflagrada pela Polícia Federal (PF), nesta quarta-feira (10), para apurar suspeitas de corrupção na compra de respiradores durante a pandemia de […] Leia no site da RENOVA Mídia » ‘Estou tranquilo’, diz Barbalho após operação da PF

‘Estou tranquilo’, diz Barbalho após operação da PF
“Agi a tempo de evitar danos ao erário público, já que os recursos foram devolvidos aos cofres do estado”, diz Barbalho. O governador Helder Barbalho (MDB), do Pará, é um dos alvos da operação deflagrada pela Polícia Federal (PF), nesta quarta-feira (10), para apurar suspeitas de corrupção na compra de respiradores durante a pandemia de coronavírus. Barbalho afirmou estar “tranquilo e à disposição” das autoridades para esclarecer o caso: “Agi a tempo de evitar danos ao erário público, já que os recursos foram devolvidos aos cofres do estado.” E acrescentou: “Por minha determinação, o pagamento de outros equipamentos para a mesma empresa está bloqueado e o governo entrou na Justiça pleiteando indenização por danos morais coletivos contra os fornecedores.” Ao contrário do que diz a Procuradoria-Geral da República (PGR), o governador afirma que não é amigo do empresário alvo da investigação: “Esclareço que não sou amigo do empresário e, obviamente, não sabia que os respiradores não funcionariam.” Em documento enviado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a procuradora Lindôra Maria Araújo afirma que Barbalho está diretamente envolvido no esquema de corrupção. “As ilicitudes em questão passam claramente pelo crivo do governador Helder Barbalho”, diz Lindôra, que é responsável pela investigação. Leia no site da RENOVA Mídia » ‘Estou tranquilo’, diz Barbalho após operação da PF